Confederação Portuguesa das Colectividades

  • Recebemos o Secretário de Estado de Estado da Juventude e do Desporto

  • O CNAP entregou proposta de alteração ao OE2017

  • Lançamento "Análise Associativa nº 3"

  • Apresentação do Conselho Nacional do Associativo Popular

  • Apresentação do Livro do Congresso Nacional das Colectividades, Associações e Clubes

Estudos e Publicações

Formação e Qualificação

Projectos Nacionais

  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais
  • Projectos Nacionais

Galeria de Imagens

A Palavra do Presidente

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

 

 

 

 

 

O ano 2015 está a dar os últimos suspiros.


Foi um ano repleto de tarefas e de objectivos cumpridos. Realizou-se aquele que foi o maior desafio do mandato 2013/2016: o Congresso Nacional das Colectividades, Associações e Clubes. Cumpriu-se ainda um dos mais simbólicos objectivos da nossa Confederação: o Hino que tem por título “Ideal Associativo”. Este último, foi a realização de um sonho que vem desde a fundação da Federação das Sociedades de Educação e Recreio (1924).


Vamos agora olhar para o ano 2016.


Aprovados que estão os instrumentos de gestão para 2016 – Plano de Actividades e Orçamento, bem como três Resoluções Associativas, estamos em condições de desenvolver o nosso trabalho. Entre outros aspectos, temos pela frente a realização de um Congresso Eleitoral onde serão eleitos os órgãos sociais para o mandato 2016/2019 com o respectivo Programa de Acção. A data está definida (9 Abril) e o processo está a decorrer com toda a normalidade democrática.


Os projectos associativos nacionais dos quais se destacam a Capacitação com a constituição de Gabinetes de Apoio descentralizados, os Jogos Tradicionais, a Formação e Qualificação de Dirigentes bem como o desenvolvimento de algumas das recomendações saídas do Congresso Nacional, são os principais objectivos para 2016.


Nunca será demais recordar que o Movimento Associativo Popular de Cultura, Recreio e Desporto, é a maior rede social do país (mais de 30.000 entidades) e mobiliza o maior número de voluntários (mais de 425.000). Portugal contou e contará connosco.


A todos, aqui fica os votos sinceros de êxitos associativos e de felicidades pessoais para o novo ano que se aproxima.


Augusto Flor, Dr.

Presidente da CPCCRD

Copyright © 2011 Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura Recreio e Desporto